Inovação empresarial frente aos impactos da transformação digital

Na era digital que estamos vivendo, é preciso ser apto e rápido para atender as mudanças nos negócios. Pequenas e médias empresas precisam, urgentemente, inovar para não sofrerem com os impactos da transformação e ficarem para trás no mercado. No entanto, diante de tantas estratégias, poucos líderes sabem realmente o que fazer e onde investir quando o contexto é Inovação e tecnologia.

Existem, realmente, muitas ferramentas disponíveis para esta inovação que estamos falando. Muitas delas podem ser úteis para o seu negócio. Ainda assim, o desafio é saber quando e como incorporá-las no seu processo e cultura da sua empresa. 

Este conteúdo tem por objetivo lhe dar um norte sobre os impactos que a transformação digital gera nas pequenas e médias empresas. E ajudar você e sua equipe a pensar em como reagir a eles. 

Termos comuns na Transformação Digital 

Transformação Digital para Empresas

Você já deve ter ouvido termos como: posicionamento, rankeamento, alta performance branding e rebranding, mas não entende exatamente como funciona. Ou não sabe para que lado ir e onde investir.

Trata-se de ações e resultados destas ações de marketing que visam fortalecer a reputação corporativa, a marca e sua atuação no mercado. 

Afinal, o que toda empresa quer é vender, além de ser conhecida como boa no que faz e oferece. Por isso, a inovação é tão importante, assim como a forma de comunicá-la ao seu time e público externo.

Para ajudar você e sua equipe a planejar bem as estratégias para 2022 e lidar melhor com a transformação digital, que é comandada por softwares e APIs, escolhemos falar de tendências.

Vamos lá: o foco da sua empresa deve ser o sucesso, certo? 

Sucesso para a sua empresa quer dizer, entre outras coisas, lidar bem com seus públicos e clientes. E ainda atendê-lo bem com o uso dos produtos e serviços que oferece, certo? 

Geralmente, eles têm algo novo ou uma mistura do que já existia no mercado, sempre criados para atender a uma ou mais necessidades específicas. Para isso, você deve pensar em planejamento, estratégia e concorrência, porque quer ser o melhor neste segmento de mercado. 

Antes de mais nada, porém, é preciso aprender a lidar com tais inovações. Para oferecer também as melhores práticas, neste novo cenário. Implantar inovações ao seu produto ou ao seu processo que faça sentido.

Vamos, primeiramente, entender sobre a Transformação Digital hoje.

Todo ano que começa, nas últimas décadas, traz consigo uma proposta de que “este é o ano da Transformação Digital” ou “este é o ano do atendimento”. E não é mentira! 

A velocidade da inovação é mesmo anual e é preciso se dar conta da necessidade de transformar sua empresa e enviá-la continuamente.

No entanto, voltando a 2022… este ano é mesmo especial para os negócios. É que estamos diante de um cenário ainda mais urgente. 

Após dois anos represados, a economia e a geração de negócios mudou. Novas tecnologias surgiram. 

Então podemos afirmar que 2022 é mesmo “O ano”!

Por que 2022 é o ano da Transformação Digital?

2022 o ano dos bots na transformação digital

Pesquisa recente do Sitel Group levantou que a maioria das organizações nos EUA e Reino Unido têm certeza dos benefícios da Transformação Digital e, por isso, a transformam em sua prioridade número um para 2022.

A tendência tem a ver com o mercado internacional, incluindo o Brasil. Isso significa que nossos executivos também consideram essa uma de suas prioridades, o que afeta todos os segmentos. 

A pesquisa revelou que a pandemia serviu como uma espécie de catalisador na hora de adotar ferramentas digitais. Isso vale também para os processos necessários para um crescimento de negócios de forma sustentável. É, portanto, uma urgência!

A aceleração da transformação digital se dá com a evolução contínua da tecnologia e a alta disponibilidade de dados.

Ou seja, existem sempre novas demandas cada vez mais importantes para os processos e as pessoas. 

E, agora, pós pandemia e em pleno 2022, temos o aumento dos dois pontos: novas ferramentas inovadoras e as necessidades das pessoas.

Por isso é que os negócios e verticais que cresceram em meio ao recente desafio de mudar constantemente e se adaptar às novas expectativas tinham a maturidade digital como ponto em comum. 

Muitas empresas mudaram, inclusive, seu modelo de negócio, justamente porque se adaptaram e reagiram às novas necessidades.

Cada empresa tem uma necessidade, mas muitos pontos em comum

Maturidade digital na sua empresa

Pelo que temos visto, apesar das diferenças de negócios, há aquelas empresas que são digitais. Ou se consideram assim, pois já incluíram alguns recursos em seus processos. 

E há, sem dúvida, aquelas que são inovadoras digitais, como é o caso da Uber, Amazon, entre tantas outras, especialmente as startups. Estas adotaram novas tecnologias e um modelo de negócio que cresce exponencialmente, ou seja, muito rápido, ganhando em volume de operações.

Você ainda não conquistou a maturidade digital?

Se a resposta for não, isso precisa ser feito já! E, antes de dizer como fazer, vamos lhe dizer o porquê. 

  • Porque a transformação digital não requer a simples adoção de uma tecnologia no seu processo ou em parte dele. Mas, a criação de um novo negócio, que pode usar novas tecnologias para impulsioná-lo.
  • Porque, com a transformação digital, a experiência do cliente mudou. Ele precisa de inovação para continuar utilizando seus serviços e produtos.

Para oferecer isso a ele, você precisa conquistar:

  • Alta performance na atuação do seu negócio;
  • Marca forte, com reputação no segmento em que atua;
  • Visibilidade do seu negócio, estando em todos os canais onde seu cliente está, com comunicação apropriada.

Para isso, você deve começar a:

  • Capacitar seu time, usando novas ferramentas e técnicas que permitam respostas estratégicas rápidas quando seu público exigir;
  • Adquirir uma nova postura na cultura da sua empresa, realmente focada em inovação.

Mas, preciso reinventar a minha empresa?

Talvez sim. Muitas vezes, é assim que tem acontecido neste novo mercado. 

Sem sombra de dúvidas, a sua empresa, assim como o seu concorrente, precisa entender as mudanças causadas no comportamento e nas expectativas dos consumidores. 

Por exemplo, se antes você vendia seu produto no seu espaço físico e parte destes pedidos eram feitos via e-mail, provavelmente já percebeu que isso já não atende tão bem a todos. 

Também já deve ter se deparado com a necessidade de ter um WhatsApp Business para atender seus novos clientes, além de um modelo de entrega. 

Isso quer dizer que, para crescer, é preciso mudar e automatizar. 

Vamos ver como?

Propostas de ações para transformar sua empresa

O que torna a transformação digital diferente, agora, em 2022, são os tipos de dados. 

A informação sempre valeu muito e moveu o mundo, mas, agora, não se trata somente de dados históricos, mas dados em tempo real. Estamos falando sobre os consumidores e o mercado, por exemplo. 

Posicionamento como performance

As estratégias devem ser criadas com base em dados precisos, o que já é possível em termos de acesso, como é o caso das campanhas no Google Ads e Facebook Ads. 

Assim, você e outros gestores não precisam contar com suposições e achismos do seu time.

Dados inteligentes auxiliam gestores e analistas nas tomadas de decisões e na criação de novas ações inteligentes. Em outras palavras, eles levam vocês em direção às soluções inovadoras e ao sucesso. 

Transformação Digital

Aqui estamos falando da adoção de ferramentas para gestão. Afinal, muitas empresas de pequeno e médio porte também podem se tornar competitivas fazendo uso de ferramentas de baixo custo. 

Muitas organizações têm transformado sua gestão, com novos processos e modelos de negócio, para melhorar a experiência com o consumidor. 

O essencial, para uma transformação digital, é que os dados sejam adquiridos com eficiência, segurança e armazenados de forma correta. 

Após passarem por ferramentas analíticas, são transformados em informações decisivas através de suas aplicações práticas.

ReBranding para fortalecer sua reputação

Quando, na psicologia, é dito que uma pessoa deve ressignificar uma ação e sentimento, isso diz respeito a dar outro significado, ou seja, outro sentido a algum acontecimento.

Rebranding também é o ato de ressignificar a imagem percebida pelas pessoas em relação a uma empresa ou produto. 

O objetivo desta “reformulação”, portanto, é o de mudar a percepção do público com relação à marca. 

Tais ações podem envolver mudanças de nome, logotipo, identidade visual e outros elementos. Mas não só isso.

Estamos falando sobre mudanças profundas, que envolvem a cultura da empresa. Na sua forma de fazer gestão e em trazer a transformação digital para dentro dela. 

Não é fácil se preparar para o futuro, mas é, sem dúvida, melhor do que ser “atropelado” por ele. Assim como quando o digital chegou, levando muitas empresas ao fracasso e fechamento.

Essa regra vale para grandes, mas também pode servir para pequenas e médias empresas. Para que se tornem grandes.

Se reinventar é preciso

Muitas marcas procuram se reinventar, pelos mais variados motivos: buscar um novo público-alvo, mudança de direção ou até a reversão de uma crise, que possa ter manchado sua imagem. 

A simples atualização da identidade visual também pode levar a uma ação de rebranding. Algo não tão simples, afinal, algumas marcas antigas já não condizem mais com as necessidades do público atual, mas se comunicam errado. 

Se a  identidade visual não representa, portanto, mais os produtos e serviços oferecidos, provavelmente ela também não atrai mais a persona desejada.

Vale destacar, ainda, os casos em que as empresas desejam entrar em um novo mercado ou expandir nele. 

Para todos os motivos acima, o rebranding se faz necessário. 

Ao contrário do que você pode pensar, grandes marcas, como Shell e McDonald ‘s passaram por crises de branding. O rebranding é, portanto, uma das saídas para contornar possíveis crises de imagem.

A reformulação da marca, portanto, é algo muito poderoso, já que foca o sucesso e o novo, o recomeço.

Rebranding é tarefa fácil? 

E quem disse que alguma mudança é fácil?

Porém, modificar a percepção de um consumidor e cliente, já acostumado com alguns padrões da marca, requer planejamento, organização e coragem. Exige, acima de tudo, inteligência de mercado e estratégia.

E aí? Está pronto para mudar a imagem do seu negócio?

Há pessoas que acreditam que branding é sinônimo de produto, enquanto outras associam a marca apenas à logo, ícones e cores usadas, mas vai muito além disso.

Ao adquirir um iPhone, por exemplo, a pessoa não compra apenas um aparelho, mas investe na confiança de que o produto oferece a mais qualidade, atendimento personalizado, entre outros benefícios. 

Estamos falando de sentimentos e sensações. É exatamente isso que leva as pessoas a tomarem suas decisões.

Competências para aplicar a Transformação Digital nas empresas 

Se o posicionamento da marca é algo tão importante, vale frisarmos que a mudança na forma de pensar dos líderes é essencial para incentivar qualquer mudança verdadeira. Isso significa pensar grande, crescer e deixar crescer. 

A criatividade e o aprendizado contínuo por parte dos seus colaboradores precisam ser incentivados. 

Os líderes devem, acima disso, criar meios que propiciem isso.

A comunicação eficiente e raciocínio analítico são fundamentais para a geração de insights, necessários para promover mudanças reais. Para isso, é importante incentivar a participação de todos. Especialmente quando se trata de mudança de  transformação digital.

A automação de processos a ser adotado pela empresa deve promover a atualização do conhecimento e das habilidades desses profissionais.

Conforme a transformação digital vai ocorrendo numa empresa, seus colaboradores precisam ir se atualizando e se apropriando do uso das novas ferramentas.

Para colocar todos na “mesma página”, a empresa deve fornecer treinamentos para toda a equipe. E garantir que novos colaboradores também recebam os conhecimentos. 

O processo de transformação digital requer que líderes colaborem uns com os outros e autorizem a colaboração também entre as equipes. Assim, todos irão conseguir atender, com a maior excelência possível, a demanda do mercado.

Novas habilidades e competências

Elas devem emergir tanto de líderes quanto dos times técnicos, por meio de uma participação em grupo, comunicação eficiente e foco na inovação. 

A colaboração entre as equipes deve aumentar através do compartilhamento de informações, para suportar a rápida mudança do cenário externo. 

Em resumo, a transformação digital pode mudar a estratégia corporativa e o modelo de negócio da sua empresa. Ela tem influenciado o jeito que as marcas se posicionam, atuam e fazem negócios. Pode significar, portanto, uma grande oportunidade para você. 

Com as mudanças, é possível atrair novos talentos, cargos e habilidades, além de atender novas demandas.

Quer saber mais?

Fale com a gente: https://www.c3dweb.com.br/fale-conosco/

 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Social Media

Destaques

Receba nossa newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades

Não enviaremos spam para o seu e-mail

Posts relacionados