Se algumas estratégias de marketing digital pretendem conquistar o topo das pesquisas no famoso mecanismo de busca organicamente, a rede de display do Google é o local para que as empresas apresentem seus produtos, logos e até vídeos publicitários para os usuários.

E sim, ela é paga. Porém, para que o investimento traga retornos, é preciso entender como o mecanismo da também chamada rede de conteúdos do Google funciona, a quem se destina e se é o meio ideal para divulgar uma determinada empresa ou produto.

O objetivo deste post é apresentar um pequeno e definitivo dossiê sobre o que é e como performar campanhas incríveis na rede de display do Google. Pode ser interessante para sua empresa? Acompanhe e descubra.

Qual o objetivo do uso da rede de display do Google?

Milhões de pessoas utilizam o Google diariamente para fazer pesquisas, assistir a um vídeo engraçado, procurar um endereço ou comparar preços de produtos. Na verdade, as possibilidades são infinitas.

Mas dentro dessa variedade, estão pessoas que buscam informações e produtos associados àqueles que são comercializados na empresa. Ter um anúncio visual nesse momento vale ouro, ou no caso do marketing, muitos leads.

Dessa maneira, seu principal objetivo é promover uma empresa e sua marca para pessoas que estejam em uma pesquisa produtiva sobre elementos similares ao produto ou serviço comercializado.

Como é seu funcionamento?

A rede de display permite fazer uma segmentação fundamental. Com ela, é possível escolher para qual perfil de público e formato de mensagem serão direcionadas as publicidades.

Para isso, é possível selecionar uma palavra-chave de pesquisa que, quando o resultado da busca aparecer para o usuário, a rede de display será apresentada junto, no cabeçalho ou lateral da página.

Se for mais estratégico, é possível escolher canais do YouTube para anunciar, páginas de peso e tópicos que mais tenham associação com o produto. É possível até mesmo fazer o remarketing, em que mensagens são customizadas de acordo com o histórico de navegação do usuário.

Tipos de anúncios que podem ser feitos

É possível fazer diversos tipos de anúncios, mas a escolha deve ter uma estratégia digital que dê ênfase aos diferenciais da empresa. O anúncio tem o apelo visual da imagem, mas, para atrair a atenção do usuário, é preciso surpreender.

Para isso, é possível fazer uso de chamadas de textos interessantes, imagens, gráficos com informações sucintas e vídeos. Os anúncios e campanhas da rede de display do Google são feitos pelo AdWords e obedecem às mesmas relações que os links patrocinados, com valor estipulado, período, entre outros.

Quais as vantagens de usá-la?

Uma das vantagens inegáveis é que o Google é uma das bases mais relevantes em que os clientes estão interagindo constantemente. Além disso, é preciso valorizar o fato de que a segmentação permite que o anúncio esteja no ponto focal do cliente, no exato momento em que ele está fazendo uma pesquisa produtiva.

Assim, se o usuário está procurando referências de academias próximas à sua casa, uma loja de suprimentos alimentares que faz delivery na região pode aproveitar para apresentar seus produtos e diferenciais logísticos no resultado daquela busca.

Além da rede de display do Google, o marketing digital reserva diversas ferramentas que podem ser mais compatíveis com seus negócios ou estratégia do momento. Quer conhecer quais são e as novidades sobre elas?

Curta agora nosso Facebook Twitter para acompanhar nossos artigos e conecte-se com nossos especialistas pelo LinkedIn.