As compras pela Internet apresentaram crescimento, mesmo durante a recente crise financeira no Brasil, devido a fatores como praticidade e preços baixos. Isso tem feito empreendedores migrarem ou expandirem seus negócios para o digital. Mas essa iniciativa não é tão simples quanto parece.

Se você tem ou quer ter uma loja virtual, investir em ações para atrair pessoas, convertê-las em clientes, fidelizá-las é essencial. Isso é o que explicamos nesse post. Confira 5 grandes estratégias de marketing para e-commerces:

1. Marketing de conteúdo

Escrever blog posts, publicar vídeos informativos no YouTube e produzir materiais de valor também podem gerar tráfego e vendas.

marketing de conteúdo pode ser utilizado para conhecer melhor o seu cliente, redesenhar o posicionamento da empresa, otimizar as campanhas de marketing e vendas, bem como facilitar o trabalho do time comercial.

Além disso, é uma forma de conseguir novos consumidores e atrair novos mercados, razão pela qual o site deve ser otimizado, como explicaremos no próximo item.

2. SEO

Esta é uma sigla em inglês para o termo Search Engine Optimization, que significa Otimização para os Motores de Busca. Fazer com que a sua loja esteja em uma das primeiras posições é o trabalho de SEO.

No longo prazo, essa estratégia econômica, apresenta alto retorno sobre o investimento e atrai novos consumidores, sem precisar investir, obrigatoriamente, em anúncios. O objetivo: toda vez que alguém pesquisar por “comprar produto X”, seu site deve aparecer entre os principais resultados.

3. Marketplaces e comparadores de preço

Anunciar os produtos do seu e-commerce em marketplaces, como a Netshoes, Mercado Livre e Pontofrio, é outra grande estratégia. Essas marcas atraem usuários que já confiam no negócio e que, geralmente, desejam realizar uma compra quando acessam seus sites. Nesse sistema, as plataformas divulgam e vendem os seus produtos. Você só emite a nota fiscal e realiza o envio.

Além dos marketplaces, você pode anunciar seus produtos em comparadores de preço, como o Buscapé e Zoom. Eles também atraem usuários que já desejam comprar, muitas vezes mais do que as  pessoas que clicam em anúncios. Porém, o preço, condições de pagamento e entrega costumam ser bem concorridos em alguns nichos, então é preciso analisar se vale a pena o investimento.

4. E-mail marketing

A elaboração de campanhas bem definidas com envio de mensagens segmentadas é uma estratégia valiosíssima de marketing para e-commerces.

Você pode aplicar a ideia para gerar leads com marketing de conteúdo (oferecendo um e-book ou um curso online gratuito, por exemplo), se relacionar com a sua base de clientes ou mesmo “insistir” que alguém finalize uma compra em sua loja após ter abandonado um carrinho de compras no site.

5. Links patrocinados

O investimento em mídia é uma das estratégias principais no e-commerce, pois o apresenta a um novo público e facilita muito o cálculo do ROI (Retorno sobre o Investimento), geralmente dentro da própria plataforma.

Ou seja, além de alcançar pessoas segmentadas e com interesse no que você está oferecendo, a criação de relatórios e gráficos ajudam na tomada de decisão e otimização de futuras campanhas. Assim, se obtém clientes a custos menores ao longo do tempo.

O Facebook Ads e Google Adwords são as plataformas mais comuns para compras de mídia, atualmente. Em ambas é possível anunciar produtos, kits e mesmo categorias com o objetivo de gerar vendas.

É possível também fazer retargeting (também conhecido como remarketing), ou seja, criar campanhas específicas para aqueles usuários que acessaram a loja virtual e não realizaram uma compra. Exemplo disso é quando você pesquisa por algum item e não para de receber ofertas dele nas redes sociais.

Como você saberia que determinado estabelecimento na rua é uma loja se ela não tivesse uma vitrine? Seria difícil, não é? No comércio eletrônico essa situação é ainda pior, já que não há fluxo de pessoas passando em frente a sua porta, sendo preciso atrair, de alguma forma, clientes utilizando as tecnologias digitais.

Por isso, investir nas estratégias mais assertivas de marketing para e-commerces é obrigatório, ainda que use o seu tempo ou da sua equipe.

Gostou desse conteúdo e quer aprender mais sobre marketing digital? Então siga-nos no Google PlusTwitterFacebook e LinkedIn.