Você já deve saber que o maior e mais famoso mecanismo de busca prioriza a experiência do usuário quando cria e aprimora os seus algoritmos que definem a ordem dos links em um resultado de pesquisa, não é mesmo? Então, querer entender como ranquear no Google é quase uma consequência natural.

Isso significa colocar o link e a marca de uma empresa em destaque no palco mais utilizado e confiável para os leads do negócio. Consciente ou inconscientemente, os usuários do Google identificam que os primeiros resultados da pesquisa têm mais autoridade no assunto pesquisado do que os demais e acabam preferindo acessar tais opções.

Ou seja, estar no topo dos resultados significa poder usufruir de todos os benefícios de fazer parte da experiência do usuário do gigante Google. Quer saber como conquistar essa posição tão privilegiada? Confira, neste post, alguns passos essenciais!

1. Foque na indexação da página no Google

O processo de indexação faz parte das rotinas do mecanismo de busca para atualizar as suas listas de resultados e é realizado por robôs de rastreamento chamados Googlebots 

Eles executam protocolos padronizados para buscar novos conteúdos e sites, o que faz com que a indexação por meios naturais demore mais do que a necessidade de uma empresa em começar as suas estratégias de marketing digital.

Por isso, investir em soluções que chamem atenção dos Googlebots e agilizem a indexação é fundamental. Você pode apresentar a URL do site para o Google, criar um blog e conteúdos, instalar o Google Analytics para acompanhar as métricas das páginas, entre outros.

2. Otimize o SEO do conteúdo do site

Com a indexação garantida, é a hora de otimizar o conteúdo e as páginas para ganhar mais destaque nas buscas, e essa é a área chamada Search Engine Optimization (SEO), que tem como foco principal desvendar o algoritmo do Google.

Esse algoritmo é o que define a ordem dos resultados, ou seja, é uma estratégia do Google que, evidentemente, não é divulgada, mas alguns de seus pilares vão sendo, aos poucos, desvendados por testes dos especialistas em SEO.

O SEO deve ser trabalhado tanto na estrutura do site como em seu conteúdo. Usar a palavra-chave do negócio no Meta Description da página, por exemplo, é uma estratégia estrutural, enquanto publicar posts com links para outras postagens ou, até mesmo, sites de referência no assunto é uma tática para o seu miolo.

3. Defina as palavras-chave mais relevantes para o negócio

Falar de SEO sem abordar as palavras-chave é quase impossível, assim como montar uma estratégia de marketing de conteúdo eficiente. Elas devem ser escolhidas considerando o que os leads estão à procura e a sua concorrência no mecanismo.

Ao definir uma estratégia de marketing digital, por exemplo, é possível estabelecer quais delas serão patrocinadas para aparecerem nos anúncios do Google e quais serão foco da conquista da posição orgânica, ou seja, sem investimentos.

4. Analise a performance da estratégia para saber como ranquear no Google mais expressivamente

Com a estratégia bem desenhada, é preciso acompanhar métricas que sejam relevantes para verificar o ranqueamento do Google. Nesse ponto, é muito importante falar de indicadores de vaidade.

O número de seguidores nas redes sociais, por exemplo, é um indicador que, para conversão, pode ser irrelevante, pois nem sempre representará um volume de leads que esteja alinhado com o produto ou serviço da empresa.

5. Otimize conteúdos que estejam trazendo bons resultados

Avalie regularmente os resultados dos conteúdos e considere criar outros formatos que possam atrair mais leads ou, até mesmo, avançá-los no funil de marketing, como e-books e newsletters, por exemplo. Apesar de não terem associação direta com o ranqueamento, são essenciais para que os benefícios desse esforço estratégico traga resultados para o negócio.

Agora que você já entendeu como ranquear no Google, precisa saber que tão fundamental como conquistar essa posição é fazer uma estratégia de funil de marketing que direcione esse tráfego para a nutrição e, posteriormente, para a conversão de vendas e fidelização.

Quer discutir esse tema com sua equipe e demais gestores da empresa? Compartilhe este conteúdo agora em suas redes sociais e não deixe de marcar os interessados! Vamos lá!