As mídias sociais são excelentes ferramentas para impulsionar uma empresa ao sucesso. Mas o mesmo potencial que elas permitem para o alcance desse êxito, também oferecem para o fracasso. Esse processo negativo pode ser gerado por meio de uma má gestão de redes sociais. Quem nunca publicou um desabafo nas mídias e logo em seguida se arrependeu da postagem?

No âmbito da vida pessoal, isso pode até acontecer, mas, nas mídias de uma empresa que precisa se manter saudável financeiramente e construir um relacionamento saudável com a sua audiência, essa prática é perigosa. Pensando nisso, reunimos 5 dos principais erros cometidos pelas empresas nas mídias sociais para você ficar atento.

Confira!

1. Falta de plano de estratégias de relacionamento

Para atingir um objetivo de modo certeiro, é necessário que seja feito um plano da estratégia de relacionamento. Por exemplo, não adianta publicar uma quantidade de conteúdo exagerada para um público que não consome tanto.Também não trará um resultado satisfatório a publicação de conteúdos em horários em que seu público não costuma estar online. 

Nesse planejamento, além de hora adequada e quantidade de conteúdos, precisam estar indicados que formatos serão aproveitados — vídeo, texto, imagem, etc. —, qual a linguagem a ser aplicada, que metas devem ser conquistadas, em que período de tempo a estratégia será praticada.

2. Ausência de adaptação de linguagem

Cada mídia possui uma cultura, e para realizar uma comunicação alinhada, é preciso que a linguagem seja adaptada. Por exemplo, em fanpages é de bom tom fazer brincadeiras e publicar emojis. No entanto, no LinkedIn, essa prática pode não ser vista com bons olhos.

Nesse sentido, mesmo que a mensagem seja a mesma, adapte a linguagem para cada ambiente levando em consideração sua cultura.

3. Carência de conhecimento sobre a persona

A ausência de conhecimento sobre o público a ser atingido leva a empresa a produzir conteúdos desalinhados com suas necessidades e irrelevantes para a persona. O perigo dessa prática é a audiência entender que a empresa não a compreende e o engajamento ser, consequentemente, prejudicado. 

4. Despreparo na interação com os seguidores

É da natureza humana a curiosidade de acompanhar discussões e polêmicas. Com as mídias sociais, a exposição dessas conversas se potencializa e as pessoas tendem a assistir e interagir com esses debates de maneira mais fácil. 

Nesse sentido, contar com profissionais despreparados, que se deixam levar pela emoção no momento de publicar e interagir com essas polêmicas, é perigoso. 

5. Falta de constância de publicações

A ideia de manter presença em todos os canais é atrativa para as empresas. No entanto, de nada adianta possuir perfis em dezenas de redes se não forem publicados conteúdos com frequência para engajar a audiência e manter um relacionamento próximo. 

Além disso, criar um perfil e abandoná-lo transmite a imagem de desleixo e ausência de profissionalismo para a audiência, o que atrapalha o posicionamento, a credibilidade e a confiança na marca.

Agora que você já sabe tudo o que não pode fazer em um projeto de gestão de redes sociais, chegou o momento de entender de que modo agir em cada canal. Que tal começar pelo LinkedIn? Descubra como fazer isso lendo o post "4 razões para incluir o LinkedIn na sua estratégia de marketing digital!".